Novo BLOG dos criadores dos 10 Pãezinhos. Muitas conversas e idéias sobre HQ, a arte e a vida.
:: Benvidos ao BLOG Os Loucos :: Site dos 10 Pãezinhos | E-MAIL ::
[::..Sites..::]
:: 10 Pãezinhos
:: TIRAS
:: FOTOLOG
COMICON 2003
Papo com Eduardo Risso
ROLAND
Estúdio Pinheiros
YELLO JELLO
KAKOFONIA
Laerte
Níquel Náusea
Kitagawa
Vida Besta
Neil Gaiman
BONE
Strangers in Paradise
Omelete
Universo HQ
Quanta Academia de Artes
Macmania
[::..Blogs..::]
Samuel Casal
Allan Sieber
Gustavo Duarte
Blog de Desenho
ORBITAL
Neil Gaiman
Pullovers
[::..Editoras..::]
Terra Major
Via Lettera
AiT/Planet Lar
Dark Horser
DEVIR
Conrad
Nona Arte
Brainnstore
[::..arquivo..::]

:: 30.11.03 ::


:: Bá 6:29 PM [+] ::

...
:: 28.11.03 ::
Hoje, às 19 horas, tem o lançamento do livro do Quebra Queixo: Tecnorama, Volume 1 na Quanta, R. Minas Gerais 27, prôximo ao metrô Consolação. Estou indo pra lá.
Bom fim de semana e até Dezembro.
:: Bá 6:19 PM [+] ::

...
:: 27.11.03 ::

:: Bá 5:54 PM [+] ::

...
:: 26.11.03 ::

:: Bá 4:30 PM [+] ::

...
:: 24.11.03 ::
Foi à feira para vender o seu peixe

:: Fábio Moon 11:55 AM [+] ::

...
:: 23.11.03 ::

Feira do Livro.



Pra quem ainda não foi, vá. Vale muito a pena, é enorme, tem muita coisa mesmo. A nossa tarde de autógrafos foi legal, porém curta. Não vendemos muitos livros, mas fizemos vários desenhos para as crianças. Também ficou difícil competir com o Ziraldo que estava dando autógrafos do outro lado da feira.

Agradecimento especial à Julia que ficou no nosso estande vendendo os livros e distribuindo os panfletos e ao casal de animadores de festa que ficaram no corredor gritando "Gosta de Histórias em Quadrinhos? Então pegue o autógrafo do Ziraldo e também do Fábio Bá e Gabriel Moon, atores dos 10 Pãezinhos, assinando, autografando e fazendo desenhos pra todo mundo!"
:: Bá 6:26 PM [+] ::

...
:: 21.11.03 ::
Quadrinhos separados de suas páginas são como peças solitárias de um misterioso quebra-cabeças. Onde será que esta vai? Que história será essa? Aquele é mesmo quem eu estou pensando?



Só queria lembrá-los que neste Domingo estaremos no prédio da Bienal, na feira do livro, no estande da Gibiteca, às 16 horas. Apareçam e desvendem este mistério.
:: Bá 4:40 PM [+] ::

...
:: 20.11.03 ::
Mês passado o pessoal da Revista da MTV me pediu pra escrever um textinho sobre o novo Sin City que saiu agora no Brasil -Hell and Back ou Inferno - pra sair numa parte de dicas de leituras, CDs, etc...

Bom, não vi na banca pra ver o quanto eles cortaram, nem pra ver se eles usaram a foto que eu mandei, mas aqui vai o texto na íntegra.


Não há como negar a enorme importância que Frank Miller tem para a arte de fazer Histórias em Quadrinhos, assim como a enorme influência que ele tem no meu trabalho, não somente no primoroso uso do preto-e-branco mas também por mostrar com seu expressionismo que o desenho tem que funcionar para a história, mesmo que as vezes pareça um tanto tosco.
Frank Miller é um artista que não se limita a fazer o que os outros esperam que ele faça, sempre indo além das fronteiras do convencional. Quando achávamos que ele já havia esgotado as possibilidades da sujeira e corrupção em Basin City, ele nos mostra uma luz de pureza no meio de toda essa escuridão. Em sua nova história, Sin City - Inferno, ele mostra Wallace que, de cara, já é uma surpresa, por ser um artista, um sujeito sensível, íntegro e com princípios. Um mocinho neste universo de bandidos.
Ao contrário das histórias anteriores, o amor aqui não é uma ferramenta carnal que corrompe os homens, mas sim uma força de redenção, uma saída, a oportunidade de uma felicidade até então desconhecida dos habitantes de Sin City. Nesta jornada, ele vai a fundo no valor do ser humano, mostrando o que é preciso e quanto custa pra ser um herói.
Um exemplo a ser seguido por todos, Frank Miller é um cara símples, sempre de camiseta, jeans e All-Stars, que leva muito a sério o que faz, sempre buscando o que está além dos horizontes do passado pra nos mostrar o que pode ser feito com Histórias em Quadrinhos.
:: Bá 7:22 PM [+] ::

...
:: 19.11.03 ::
Colírio vetorial

Sempre falamos dele. Talvez nem sempre, mas sempre que falamos, falamos bem. E por que não falar, se ele, que pessoalmente fala pouco, tem um trabalho que fala tanto. Pois é, estou falando do Samuel Casal, ilustrador e quadrinhista de mão cheia que tem participado de vários projetos de quadrinhos com a gente e que nunca decepciona.

O Samuel agora tem um blog justamente para depositar desenhos. Uma espécie de cemitério das imagens, onde tudo o que foi produzido será lembrado.

E comentado, como não podia deixar de acontecer num blog.
:: Fábio Moon 7:39 PM [+] ::

...
:: 18.11.03 ::

Primeira Feira do Livro Infantil, Juvenil & Quadrinhos de São Paulo.



Domingo, dia 23 de Novembro, às 16 horas, estaremos no estande da Gibiteca Henfil assinando livros e revistas, conversando com o público sobre nossos trabalhos, os dos outros, divagando sobre a realidade do Quadrinho nacional, vendo portifólios e tudo que der tempo de fazer. Uma bela ninfeta estará vendendo no local os livros da Via Lettera para aqueles que ainda não descobriram estes pequenos prazeres da vida, os 10 Pãezinhos, os FRONTs e o livro de futebol.

A Feira do Livro começa neste fim de semana e vai até o próximo, lá no prédio da Bienal, no Parque Ibirapuera.

Nós estamos investindo pesado no contato com público, dando a cara pra bater. Agora batam.
:: Bá 6:17 PM [+] ::

...
:: 17.11.03 ::


O quadrinhista está sempre trabalhando, mesmo no seu tempo livre, mesmo sem o lápis na mão, mesmo sem fazer nada. Ao mesmo tempo, o quadrinhista "é" dois: o mais cotidiano, que convive normalmente com as pessoas, relaxa e aproveita a vida, e o insone, que nunca dorme nem se desvencilha da sua função (ou será maldição) de contador de histórias. O artista tem duas caras, mesmo que só vejamos uma.
:: Fábio Moon 6:49 PM [+] ::

...
:: 12.11.03 ::
Fotos

A fotografia - é bom já ficar claro de início - é uma mentira. Você precisa saber que o que você está vendo ao vivo nunca sairá igual numa foto. E o que você vê numa foto não era daquele jeito. Uma vez tendo isso claro, é possível explorar muito mais as possibilidades da fotografia.

Quando você vai usar uma foto como referência, você tem que saber de antemão o que você vai usar nela: a luz, a pose, o enquadramento. Isso vai ajudar na hora de fazer as escolhas que guiarão a sua foto, chegando num resultado muito melhor.

Uma vez tirada a foto, você precisa lembrar que ela é só uma foto e você vai fazer um desenho, que é completamente outra coisa. Apesar de ser sua referência, ela é só isso, pois ela tem outras formas de expressividade e composição que um desenho. Isso é o que muitos desenhistas que usam referências fotográficas não percebem. Você até deve usar referências, mas tem que ser invisível, o desenho tem que funcionar independentemente.



Nessa foto eu só queria ver como o ombro funcionava, como pescoço se encolhia e as costas se curvavam. Apesar de saber que tudo isso acontecia, somente depois da foto eu realmente compreendi como isso funcionava.

Não usei a mesma luz, o personagem não tem as proporções do Fábio, nem arma a gente tinha. Nada disso importa, o que importa é a pesquisa, a referência, tudo para que você termine sua página, faça mais uma história.

PS: a roupa do cara e da menina que ele está segurando eu vi num catálogo, a arma numa revista. Precisa? Não. Faz a diferença? Faz.
:: Bá 7:09 PM [+] ::

...
:: 10.11.03 ::
Quebra-Queixo: techonorama - volume I



Não vou falar da história, porque não li. Vou falar do desenho e da iniciativa.

A iniciativa não é só da DEVIR, por continuar publicando o bom quadrinho nacional, mas também é do próprio Marcelo Campos e do Cariello de dar uma oportunidade dessas para os seus alunos da Quanta. Talvez esses alunos não ganhem rios de dinheiro, mas o tranalho deles já está na cara de todo mundo, na boca do povo e, daí, só tem como melhorar.

E esses alunos tem talento. O desenho é bom, pronto para trabalhar, e já não parece mais aquele traço fanzinesco onde você olha e pensa "o que vale é a intenção". Nesse livro, o que vale é o trabalho dessa gente. Talvez algumas páginas ainda fiquem no meio do caminho, mas o produto final está ótimo.

Fico com a impressão de que talvez haja cachorro nesse mato. Quem sabe a escola de quadrinhos não é mesmo a solução para a produção nacional. Se toda horta caseira desse frutos como esses, estaríamos todos rodeados de fartura.

Talvez seja hora da padaria recrutar mais padeiros.
:: Fábio Moon 7:46 PM [+] ::

...
:: 7.11.03 ::
Nomes

Se até os pais se preocupam com os nomes de seus filhos, não faria sentido para o quadrinhista não se preocupar com o nome de seus personagens. Nomes tem significado, marcam a vida do personagem e marcam a vida daqueles que gostam do mesmo.

Eu gosto de nomes estranhos, diferentes, para os personagens principais. Komarov saiu de uma exposição de arte. Nela, ele voava. No O Girassol e a Lua, ele se encontrou com as mulheres do mar. Miroslav foi um homem que nos abordou em Praga, logo na estação de trem, e nos levou à sua hospedagem. Ele era estranho, seu sotaque era fortíssimo e nossa estada na cidade foi fantástica por ficármos onde ficamos.Calea, o melhor amigo, é o nome de alguém que eu só conversei por que ele estava falando com uma mulher lindíssima e eu estava decidido a roubr lhe a dama. Não roubei a mulher, mas acabei roubando o nome.

Muitos personagens não tem nome. Não precisam. Não que as pessoas não precisem de nomes, mas seus nomes não mudam a história da qual eles fazem parte.

Estamos sempre procurando novos nomes.

pergunta: Vocês conhecem algum nome estranho, ou conheceram alguém com um nome quase normal cuja sua experiência pessoal tornou esse nome único?
:: Fábio Moon 4:00 PM [+] ::

...
:: 5.11.03 ::
A visão do artista

Ao se preparar para uma história, o quadrinhista normalmente faz um rascunho pequeno das páginas, para separar os quadrinhos e pensar na dinâmica da narrativa. Esse pequeno rascunho, para quem não sabe, é chamado de "thumbnail" (unha do dedão, em inglês, se referindo ao tamanho diminuto do desenho). Às vezes, a visão do que o artista quer para história é tão clara e definida que já no rascunho a página fica legal. Quando terminada, a versão definitiva fica muito parecida com o rabisco inicial.

Segue abaixo um exemplo disso, numa das páginas da nossa história para a revista Contos Bizarros. Dêem uma olhada e deixem os seus comentários.


:: Fábio Moon 5:40 PM [+] ::

...
Com tanta coisa pra fazer, não dá tempo de fazer uma resenha sobre a revista Contos Bizarros inteira de uma vez, então vamos aos poucos, pois assim também prolonga o debate por mais tempo. Começaremos, então, pela capa.

A Capa.



Nós queríamos muito fazer a capa da revista, mas eles já tinham acertado com o Renato Guedes. No fim das contas, o resultado foi melhor do que esperado. Com uma capa mais "genérica", a revista tem um apelo visual maior, somente o rosto em vermelho e o título em verde. O estilo mais "fotorealista" também garante uma aceitação mais fácil à capa do que um estilo mais específico da linguagem dos Quadrinhos. A capa deve chamar a atenção de todos, não só dos nerds que já lêem HQ.

Já ouvi reclamações sobre o posicionamento da revsita na banca, junto com todas as outras revistas da Super Interessante, aos invés de estar lado a lado com as outras revistas de HQ. É, realmente não sei qual seria a melhor estratégia, mas acho que o primeiro intuito de quem fez a revista é aproveitar ao máximo essa ligação com a Super Interessante, que é uma revista que só cresce e se multiplica. Se der frutos, garanto que também beneficiará o Quadrinhos Nacional.

Aproveitando, também posso falar sobre o preço da revista, que eu não acho caro não. É muito fácil reclamar disso, mas não se leva em consideração que são 10 histórias, 56 páginas de HQ (o "Meu Coração..." tem 60 e o livro custa mais), papel bom e impressão colorida, tudo com material inédito. O preço das revistas de HQ aumentou mesmo, mas os tempos são outros. Num projeto ambicioso desse, numa editora como a Abril, é preciso valorizar o produto. E é menos de 10 paus, porra!

Bom, aqui começou, logo começaremos a descer o cacete nas histórias.
:: Bá 11:52 AM [+] ::

...
:: 4.11.03 ::

:: Bá 1:16 PM [+] ::

...

This page is powered by Blogger. Isn't yours?